CDL/BH volta a criticar Kalil por recuo e cobra ampliação de leitos hospitalares

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) voltou a criticar, em nota, nesta terça (30), a decisão do prefeito Alexandre Kalil (PSD) de recuar na flexibilização do comércio em função do agravamento da pandemia. “Tendo em vista as inúmeras tentativas de colocar a culpa no comércio, o aumento de casos de Covid-19 em Belo Horizonte, fato que, segundo os especialistas, já estava previsto para acontecer este mês, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) informa que o Número Médio de Transmissão por Infectado, que é um dos indicadores definidos pela prefeitura para avaliar o processo de flexibilização, estava em 1,09 no dia 22 de maio passado. Portanto, antes da primeira fase da reabertura do comércio. Este índice é altamente impactado pela aglomeração de pessoas”, observou.

CDL/BH fez campanha pelos cuidados contra a contaminação

A nota da entidade aponta que, na sexta (26), quando foi feito o anúncio, o número médio de transmissão por infectado permanecia em 1,09, ou seja, não sofreu nenhuma alteração. “Esta é a prova cabal de que a reabertura do comercio não foi a responsável pelo aumento do número de casos”, afirma a nota. A CDL ainda cobrou da prefeitura o cumprimento da promessa de ampliar o número de leitos de UTI, de 220 para 729, para reduzir a alta ocupação nos hospitais. Ainda assim, a entidade adiantou que irá respeitar o decreto municipal por novo fechamento.

De acordo com a Prefeitura de BH, "o aumento da oferta de unidades para o atendimento de pacientes acompanha o planejamento feito pela Secretaria Municipal de Saúde junto aos hospitais e a evolução dos indicadores epidemiológicos e assistenciais em relação à pandemia".

Varejo em debate

Marketing, comportamento de compra e oportunidades para o varejo são alguns dos temas que serão abordados na quarta edição do Congresso Infovarejo CDL/BH, no dia 8 de julho. Neste ano, em função do isolamento social, o evento será totalmente online. As inscrições são gratuitas e já estão abertas, via plataforma Sympla.

“A intenção era que essa edição fosse presencial. Mas, infelizmente, isso não foi possível e tivemos que readequar à atual realidade. Contudo, não perderemos em nada no quesito qualidade. Será um evento dinâmico, que vai reunir remotamente especialistas de marketing, economia e negócios de vários pontos do Brasil, para discutir os desafios que estamos vivendo e já trazer soluções factíveis para o varejo”, adiantou o presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva.

Programação dirigida

A programação do congresso conta com três grandes painéis, que vão abordar os seguintes temas: Novo comportamento de compra e as oportunidades para o varejo; Como fazer marketing para atrair novamente seus consumidores; Jeito simples e eficiente de digitalizar a sua empresa, para fazer vendas online e delivery.

Em 2021, o Congresso Infovarejo CDL/BH deverá voltar a ser presencial. “No próximo ano retomaremos com a versão física do evento. Sabemos do valor e da importância da troca direta de informações e experiências. Mas também entendemos que as ferramentas digitais estão aí para nos auxiliar e facilitar a busca pelo conhecimento. A edição online reforça o compromisso da CDL/BH em manter o setor capacitado e sempre à frente na busca por conhecimento e alternativas para driblar a crise”, pontuou Souza e Silva.

As inscrições podem ser feitas pelo link https://www.infovarejo.com.br/congresso/

LEIA MAIS:

video sonegação2.png
MAIS LIDOS
RECENTES
ARQUIVO
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2017 por Infograffo