top of page

Brasileiro trabalha 150 dias para pagar impostos, aponta pesquisa

Tiago Parrela


Na 18ª edição, o Dia Livre de Impostos irá promover durante 24 horas atos de conscientização e vendas de milhares de itens sem a incidência de impostos. Alguns produtos serão comercializados por um valor até 70% menor que o praticado diariamente. O ato acontece no próximo dia 6 de junho e é iniciativa da Câmara de Dirigentes Lojistas de BH (CDL/BH), com o objetivo de denunciar as altas cargas tributárias.

Gasolina poderá ser vendida com valor reduzido em 35% no Dia Livre de Impostos, foto Fábio R. Pozzebom/ABr


“O brasileiro trabalha cerca de 150 dias, ou seja, cinco meses por ano, só para pagar impostos, e ainda temos um péssimo retorno em serviços para a população. Além disso, os impostos corroem o poder de compra dos brasileiros. Se eles não fossem tão abusivos, as famílias teriam um consumo maior e melhor”, avaliou o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), Marcelo de Souza e Silva. O dirigente recorre a dados do impostômetro do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação e da Associação Comercial de São Paulo.


Impacto da reforma tributária

Marcelo de Souza destacou que neste ano, além da conscientização da alta carga tributária, o ato também vai mobilizar a sociedade para o contexto das mudanças tributárias. “A Reforma Tributária trouxe consigo a possível simplificação do sistema, um passo fundamental para desburocratizar e dinamizar a atividade econômica. Mas apesar desses avanços, é real o risco de, ao final da transição, restar novo aumento da carga tributária sobre a atividade dos empreendedores e dos produtos e serviços consumidos pelos brasileiros”, alertou o dirigente.

Para o presidente da CDL Jovem Belo Horizonte, Marcelo Fonseca e Silva, o Dia Livre de Impostos de 2024 deixará ainda mais claro o impacto direto que os impostos têm sobre os preços. “Esta nova reforma surge como um elemento chave que possibilitará a redução do peso do Estado e a otimização dos gastos públicos. Afinal, esses são fatores essenciais para viabilizar uma diminuição sustentável da carga tributária”, disse.


Produtos comercializados


Assim como nos anos anteriores, milhares de produtos serão comercializados sem o valor dos tributos. Grandes redes de lojas da capital já confirmaram participação no DLI. Entre alguns produtos que serão vendidos sem impostos no dia 6 de junho estão: gasolina, medicamentos, calçados, roupas, óculos, material de construção e produtos alimentícios.


Arrecadação 21,7% maior


No dia 5 de abril, o Brasil atingiu a marca de R$ 1trilhão pagos em impostos aos governos federal, estadual e municipal somente no ano de 2024, contabilizando impostos, taxas e contribuições como multas, juros e correção monetária. Os dados do impostômetro apontam que a marca foi atingida vinte e um dias antes, o que significa que houve um crescimento expressivo na arrecadação, de 21,7%.

 

留言


para junho 24.png
MAIS LIDOS
IPTU NOVA LIMA JUNHO 24.png
NOVO BANNER FEV 23A.jpg
banner affemg e sindifisco contra rrf.png
RECENTES
ARQUIVO
bottom of page