Com luzes azul e amarela, Assembleia se solidariza com ucranianos

A exemplo da comunidade internacional, a Assembleia Legislativa de Minas aderiu às manifestações de solidariedade do povo ucraniano após os ataques seguidos da invasão russa. Desde às 18h30 de quarta (2), o Palácio da Inconfidência, sede do Legislativo, foi iluminado com as cores azul e amarelo da Ucrânia, país vizinho da Rússia na Europa Oriental.

Sede do Legislativo mineiro é iluminada com as cores da Ucrânia, foto Guilherme Dardanhan/ALMG


Ainda ontem, o presidente da Associação dos Magistrados Mineiros (Amagis), juiz Luiz Carlos Rezende e Santos, divulgou nota em defesa do diálogo na solução do conflito e em favor dos direitos humanos dos povos atingidos.


Presidente do Senado faz alerta


Igualmente, o presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), declarou que acompanha com crescente preocupação o agravamento do conflito. Senador por Minas Gerais, Pacheco alertou para os impactos ainda não mensuráveis em áreas distintas, como a política, a econômica e a social. Rodrigo Pacheco conclamou a todos para a necessidade de diálogo pacífico e democrático com intuito de se chegar a um consenso entre as nações.


Por conta do avanço do conflito, Pacheco designou a senadora Mara Gabrilli como representante do Senado brasileiro junto à Organização das Nações Unidas (ONU). A ideia é que ela acompanhe junto à Agência da Organização das Nações Unidas para Refugiados, em Genebra, as negociações internacionais em favor dos refugiados das regiões afetadas. Gabrilli é membro e porta-voz da Comissão Mista Permanente sobre Migrações Internacionais e Refugiados do Senado.


DLI_BLOG_ORION.jpg
MAIS LIDOS
RECENTES
banner amm 15 de junho 2020.png
ARQUIVO