dev de 80 mi BANNER SITE 1 TELA 728x90px

Cenário incerto leva CDL/BH a cobrar de Kalil e Zema reforços contra Covid

Após intensa pressão sobre o prefeito de BH, Alexandre Kalil (PSD), a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL/BH) também está cobrando de Zema mais recursos no combate ao coronavírus. A entidade enviou ofícios à prefeitura e ao governo de Minas defendendo mais leitos de UTI e de enfermaria para os infectados e atendimento máximo.


A Kalil, a CDL/BH solicitou a reativação dos leitos que vinham sendo fechados desde setembro do ano passado. Ao governo de Minas, reivindicou a manutenção do potencial máximo de atendimento de casos de Covid-19 pelo tempo que se fizer necessário. “Qualquer centavo destinado à saúde, em especial neste momento da pandemia, não é gasto. É investimento”, observou o presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva.

Leitos Covid no Hospital Júlia Kubitschek, da rede pública da Fhemig, foto Everton Lemos, site Agência Minas


O dirigente reafirmou que a iniciativa não é somente para que seja garantida a manutenção do comércio aberto, que voltou a reabrir na segunda (1º). “Ficou claro que a medida de fechamento do comércio não gerou o aumento do isolamento social como era pretendido. Não sabemos como será o cenário daqui para frente. Por isso, é essencial que a rede de serviço público esteja preparada e com capacidade máxima disponível pelo tempo que se fizer necessário”, disse.


A capital mineira chegou a ter, na rede SUS, 424 leitos de UTI e 1.115 de enfermaria. No Boletim Epidemiológico da prefeitura divulgado na sexta (29), conta atualmente com 303 leitos de UTI (redução de 28%) e 859 de enfermaria (redução de 23%) na rede pública. Souza e Silva advertiu que a sociedade não pode contar com margens estreitas, principalmente no setor público, que já atendeu a um número muito maior de casos no auge da crise.


Transporte público seguro


O aumento do efetivo do transporte público municipal foi outra reivindicação enviada ao prefeito Kalil. “Caso a situação se mantenha como temos observado, com a diferença entre oferta e demanda cada vez menor, não há estratégia de saúde pública capaz de sustentar o estancamento da disseminação do vírus”, disse o dirigente.


Inscrições ao 9º Prêmio de Jornalismo


Com foco na recuperação econômica dos setores de comércio e serviços, começaram as inscrições para o Prêmio CDL/BH de Jornalismo. Em função da pandemia, houve reformulação. Agora, podem concorrer reportagens publicadas/veiculadas entre 1º de outubro de 2019 a 21 de fevereiro de 2021. As inscrições seguem até o dia 28 de fevereiro.


Serão premiados três jornalistas em cada uma das quatro categorias (impresso, rádio, televisão e internet). Os dozes vencedores receberão no total R$ 48 mil em forma de vale-viagem. O 1º lugar em cada uma das categorias receberá R$ 5 mil em forma de vale-viagem. Os 2º e 3º lugares, com valores de R$ 4 mil e R$ 3 mil da mesma forma, respectivamente. O regulamento está disponível em http://premiodejornalismo.cdlbh.com.br


LEIA MAIS: “Viramos inimigos”, aponta CDL/BH sobre relação de Kalil com o comércio




video sonegação2.png
MAIS LIDOS
dev de 80 mi BANNER SITE 1 TELA 300pxX25
RECENTES
ARQUIVO
dev 80 mi 970x250 (1).jpg
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2017 por Infograffo