CDL/BH recorre ao Sebrae pelo parcelamento do Simples Nacional contra a crise

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de BH (CDL/BH), Marcelo de Souza e Silva, recorreu ao Sebrae Nacional pelo parcelamento do Simples Nacional em favor dos lojistas. Ele reuniu-se, nesta terça (19), em Brasília, com o presidente em exercício do Sebrae Nacional, Bruno Quick.

Bruno Quick e Marcelo de Souza e Silva, foto CDL/BH


O pedido da entidade visa o Simples com vencimentos previstos para os meses de janeiro, fevereiro e março de 2021. Na última semana, Souza e Silva já havia enviado ofício solicitando o apoio do Sebrae Nacional. “A efetivação de tal medida é essencial para a sobrevivência de inúmeros empreendimentos, geradores de emprego e renda”, apontou o dirigente.


Na reunião, também foram discutidas as execuções de projetos de referência de gestão e tecnologia que poderão auxiliar as empresas de micro e pequeno porte na retomada da economia. O objetivo é estabelecer parceria entre CDL/BH, Sebrae Minas e Sebrae Nacional para oferecer aos empreendedores capacitação e apoio nesse período.


Parceria de longa data


A CDL/BH e o Sebrae Minas são parceiros de longa data e, juntos, realizam projetos como o Varejo Inteligente, Summit Experience Comércio e Serviços e Feira do Empreendedor. “O diferimento do Simples Nacional e a possibilidade de ofertar ao micro e pequeno empresário qualificação de gestão e tecnologia serão essenciais para que a retomada da economia seja potencializada”, afirmou o presidente da CDL/BH.


De acordo com ele, a demanda surge da frágil situação enfrentada por empreendedores e empresários. “Estão tendo que lidar não somente com as perdas acumuladas em 2020, mas também com a baixa do faturamento ocorrida nos primeiros meses do ano. Além disso, a capital mineira sofre com mais um fechamento do comércio", disse o presidente da CDL/BH.

(*) Com Ascom/CDL/BH


LEIA MAIS: Empresários reivindicam reativação de leitos em BH e novas regras a Kalil





blog_orion.jpg
MAIS LIDOS
RECENTES