top of page

Zema mexe na comunicação e dobra orçamento na área para R$ 120 milhões

Menos de três meses do início do segundo mandato, o governador Romeu Zema (Novo) decidiu mudar os responsáveis pela comunicação e dobrar o investimento no setor. Na edição do diário oficial desta terça (7) exonerou o publicitário Eduardo Mineiro e o substituiu pelo engenheiro Bernardo Assis Fonseca Santos, aliado político e ex-dirigente do partido Novo. Nos próximos dias, o governo lançará edital para dobrar a verba publicitária deste ano, de R$ 60 milhões para R$ 120 milhões.

Há 67 dias, Zema e Simões tomavam posse na Assembleia, foto Daniel Protzner/ALMG


De acordo com o ato oficial, Bernardo será o novo subsecretário de Comunicação Social, mas, na reforma administrativa que está fazendo, Zema vai criar a Secretaria de Comunicação Social. Apesar de não ser da área, o engenheiro vai comandar a comunicação, pelo menos, oficialmente. A comunicação era executada por dois especialistas da área; além de Eduardo Mineiro, a executiva de marketing, Cristiana Kumaira, na condição de secretária adjunta geral.


Comunicação é primeira vítima


Ambos faziam o contato direto com as agências de publicidade que atendem ao governo. Cristiana entrou no governo Zema como subsecretária de Comunicação Social em maio de 2021. Um ano depois, em abril de 2022, virou secretária adjunta geral, cargo no qual irá permanecer, mas sem funções na comunicação. O futuro de Mineiro ainda não está definido.


Justamente agora que conseguiu a aprovação do novo orçamento, a dupla irá deixar o setor. Justificativas para as mudanças não foram dadas, mas a comunicação costuma ser a primeira área a pagar o pato quando as coisas não vão bem. Ainda que pesquisas não tenham sido publicizadas, governos agem dessa forma quando cai sua aprovação.


Dois pré-candidatos


O mercado não entendeu bem as alterações. Dizem que, com o novo orçamento, a comunicação pode melhorar a imagem do governo, que, agora, tem dois pré-candidatos. Romeu Zema sonha ser presidente e seu vice, Mateus Simões, que mudou o nome para Professor Mateus, planeja virar governador.


No mercado, ainda dizem mais que, por não ser do ramo, Bernardo Santos, nome da cozinha de Zema, deixará o caminho mais aberto para o marqueteiro do governador, Leandro Grôppo. Seu estilo é mais político e de confronto, muito comum em campanhas eleitorais. Em resumo, ou Zema já está em campanha ou o engenheiro ganhou um cargo do aliado que o levou a enfrentar processos na Justiça Eleitoral. Seja qual for a situação, Simões ou Professor Mateus continuará gerindo os rumos da comunicação.


Prefeitura de BH também muda


Fuad Noman cumprimenta o presidente da Câmara, Gabriel Azevedo, foto Adão Souza/PBH


Na mesma linha de Zema, o prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman (PSD) também está mudando sua comunicação, que terá, neste ano, orçamento de R$ 65 milhões, a metade do governador. O edital de licitação para nova agência de publicidade também estará na praça nos próximos dias. A situação do prefeito é um pouco mais grave, já que seus números de aprovação pioraram e a eleição municipal acontece já no ano que vem. Se estiver bem, será candidato à reeleição; caso contrário, faz questão de, pelo menos, influenciar o processo de escolha do sucessor.



Comments


para maio 24.png
MAIS LIDOS
BannerBlogdoOrion_AsfaltoNovo300x250.png
NOVO BANNER FEV 23A.jpg
banner affemg e sindifisco contra rrf.png
RECENTES
ARQUIVO
bottom of page