Novos prefeitos farão curso para encarar desafio dos primeiros 100 dias de gestão

A maioria dos novos prefeitos mineiros irão participar de curso sobre os desafios dos primeiros 100 dias de administração. Em Minas, houve 60% de renovação nos 853 municípios nas eleições municipais; cerca de 40% dos prefeitos foram reeleitos. Já estão esgotadas as inscrições para as primeiras turmas dos cursos sobre “Compras Públicas Municipais” e “Os primeiros 100 dias de mandato”. As primeiras aulas/palestras acontecerão nos dias 7 e 8 de janeiro próximo.

Com Zema e Carlos Melles (Sebrae), Julvan lança o projeto Desenvolve Minas, reprodução YouTube


A grande procura reflete a preocupação dos futuros prefeitos em buscar suporte técnico e capacitação para evitar problemas comuns no trato com o dinheiro público. Além de prefeitos, o público-alvo dessa primeira etapa são servidores, empresários e comerciantes. A ideia é implementar medidas e ações que favoreçam os pequenos negócios e a sustentabilidade econômica local. A iniciativa faz parte de projeto Desenvolve Minas Gerais, desenvolvido pela Associação Mineira de Municípios (AMM) e Sebrae. O lançamento teve a participação do governador Romeu Zema (Novo) e do presidente do Sebrae, Carlos Melles.


Estimular a atividade local


O presidente da AMM, 1º vice-presidente da CNM e prefeito de Moema, Julvan Lacerda, avaliou que os novos prefeitos terão muitos desafios pela frente. E que, por isso, precisam de muito apoio e conhecimento para conseguirem administrar as prefeituras. “Por isso há a responsabilidade institucional da AMM em aprimorar dois pontos essenciais: a capacitação da gestão pública e fomentar o desenvolvimento local. Não adianta conseguir mais recursos, melhorar a relação federativa, se não melhorarmos de dentro para fora. Temos que despertar a vocação para o empreendedorismo”, apontou o dirigente municipalista.


Com a parceria do Sebrae, a AMM pretende capacitar prefeitos e gestores em favor do desenvolvimento econômico local em busca de ações e soluções para otimizar o comércio e a pequena indústria, fazendo o dinheiro circular nos municípios”.


O objetivo do curso “Os primeiros 100 dias de mandato” é oferecer conteúdo para que os gestores compreendam melhor o processo inicial e prepará-los para assumir os mandatos. Na temática “Compras Públicas Municipais”, visa proporcionar conhecimentos técnicos na implementação dos procedimentos de estímulo aos pequenos negócios nas compras públicas municipais.


Baixo desempenho econômico


Para se ter uma ideia da baixa atividade econômica dos municípios, em 2018, mais da metade do PIB de Minas Gerais veio de apenas 18 municípios. Os dados da Fundação João Pinheiro (FJP), ligada à Secretaria de Planejamento estadual, referentes ao ano de 2018.


São eles: Belo Horizonte, Uberlândia, Contagem, Betim, Juiz de Fora, Uberaba, Ipatinga, Nova Lima, Extrema, Montes Claros, Sete Lagoas. E mais, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Ouro Preto, Itabira, Divinópolis, Governador Valadares e Araxá. Desses, a capital mineira é responsável por 15,0% do resultado total que chegou a R$ 614,9 bilhões.


LEIA MAIS: Kalil deixará o vice no comando da PBH para fazer o que não gostava: política




V%C3%8DDEO%203%20CAMPANHA%20CONTRA%20RRF
CDL DIA SEM IMPOSTOS MAIO 21.jpg
MAIS LIDOS
RECENTES
ARQUIVO