top of page
DENGUE 728x90px.jpg
Blog_Orion_Centro de convenção.png

Além do queijo, café e cachaça, Minas lidera ainda cultivo de árvore

Minas Gerais possui a maior área cultivada de florestas plantadas do Brasil. Segundo um levantamento da Associação Mineira da Indústria Florestal (Amif), o estado tem mais de 2,3 milhões de hectares de florestas cultivadas, presentes em mais de 803 municípios. O estado é líder absoluto em produção agrícola de madeira legal, material renovável e de origem limpa. Essa matéria prima alimenta principalmente a produção de papel e celulose, painéis, pisos laminados, carvão vegetal, lápis, móveis, madeira tratada e serrada para construção civil.

A presidente executiva da Amif, Adriana Maugeri, foto Alex Ayala


De acordo com a presidente executiva da entidade, Adriana Maugeri, esse número expressivo evidencia a vocação histórica dos mineiros pelo cultivo de árvores. “Além da terra do queijo, do café e da cachaça, Minas é a casa das árvores. Somos mestres no cultivo e manejo florestal”, afirmou a dirigente.


Florestas plantadas


A maior cultura agrícola do estado apresenta a economia verde como um promissor cenário de desenvolvimento sustentável para os mineiros. Nesta quinta (3), a Amif realiza encontro estadual para discutir a importância da economia verde como vetor do desenvolvimento econômico mineiro com base sustentável e inclusiva. Irão participar membros do governo, investidores e da agroindústria.


Presente no cotidiano


A agroindústria florestal está presente no cotidiano das pessoas em todas as fases da vida. Sua matéria prima está nos papéis de higiene e limpeza, embalagens, fraldas, absorventes, cadernos, livros, lápis, essências alimentícias e produtos de limpeza. Até mesmo em tecidos que substituem os materiais de origem não renovável em sua composição.


De acordo com Adriana Maugeri, a agroindústria florestal também adota a conservação ambiental como pilar estratégico. O setor conserva mais de 1,3 milhão de hectares de vegetação nativa em Minas, mais do que a metade da área conservada pelo próprio Estado. “Sem dúvida, a agroindústria florestal é protagonista da economia verde como significativa mudança nos pilares do desenvolvimento econômico do estado. Presentes em mais de 90% dos municípios mineiros, as florestas plantadas contribuem para a inclusão social de pequenos e médios produtores em todas as regiões de Minas, além de ser destaque crescente na grande indústria”, apontou.


Economia verde em Minas

O conceito de economia verde prioriza soluções baseadas na natureza, como as florestas plantadas, que oferecem materiais de origem sustentável para a indústria. E mais, geram renda e oportunidades de trabalho, na mesma medida que entregam benefícios ambientais.


MAIS LIDOS
banner affemg e sindifisco contra rrf.png
NOVO BANNER FEV 23A.jpg
RECENTES
DENGUE 185x100px.jpg
ARQUIVO
bottom of page