AMM convoca assembleia contra atrasos e prefeito quer intervenção

18.01.2019

Perto de fechar um acordo judicial com o governo Romeu Zema (Novo) para quitação de dívida do estado com os municípios, a Associação Mineira dos Municípios (AMM) convocou os prefeitos para assembleia na próxima segunda (21), às 10 horas. Na pauta, a proposta desse acordo, que deverá priorizar parte da dívida de R$ 12,5 bilhões, cerca de R$ 7 bilhões, referentes aos atrasados consecutivos do governo anterior (do petista Fernando Pimentel) de ICMS e Fundeb (fundo para educação básica).

Além disso, irão discutir se adiam o reinício das aulas em protesto pela situação e o que fazer diante dos atrasados do atual governo. Até esta quinta (17), o governo Zema não havia repassado R$ 342 milhões de recursos dos próprios municípios. Indignado com a continuidade dessa prática, de atraso nos repasses, o prefeito de Betim, Vittorio Medioli, defendeu, em vídeo (veja abaixo), intervenção federal no estado e até sugeriu a prisão do ex-governador Fernando Pimentel e do atual, Romeu Zema. “Não importa se o governo é novo. Isso é apropriação indébita. O STF poderá decidir isso”, advertiu ele contra o confisco. (vídeo gravado no dia 14 de janeiro):

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

MAIS LIDOS

Anastasia descarta assumir vaga em Ministério

15.03.2017

1/4
Please reload

RECENTES
Please reload

ARQUIVO
Please reload

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2017 por Infograffo