Três pontos separam as pretensões de Anastasia e Pimentel na reta final

02.10.2018

Três pontos percentuais separam o 1º turno do 2º na eleição para governador de Minas; a vitória do tucano no dia 7 de outubro e a chance do petista tentar virar o jogo até o dia 28 de outubro. Esse é o dilema da última semana de campanha de 1º turno das eleições estaduais. Como o quadro não se alterou, os candidatos jogam tudo nos quatro dias finais para alcançar seus objetivos.

Apesar de estar na liderança das pesquisas, Antonio Anastasia, candidato do PSDB, se movimenta ansiosamente atrás de 3 pontos para vencer a eleição no dia 7 e acabar com a disputa já no domingo à noite, sem passar pelo risco de uma segunda votação. Seu apelo maior será pelo voto útil no campo antipetista.

O petista Fernando Pimentel, 2º lugar nas pesquisas, sabe que não tem chance de vencer a eleição neste 1º turno. Por isso, atua em várias frentes para conseguir viabilizar o 2º turno, quando poderia tentar mudar o quadro desfavorável. Além do próprio crescimento, ele torce e conta com o crescimento do terceiro lugar, do candidato Romeu Zema (Novo), e dos demais concorrentes. Como Anastasia, Pimentel também sonha com mais três pontos a favor, recorrendo igualmente ao voto útil para evitar a volta dos tucanos e garantir a continuidade da eleição.

 

Há 16 anos em Minas, a disputa tem se dado entre esses dois polos, o PT e o PSDB, e sido encerrada no primeiro turno diante da falta de uma terceira via eleitoral. Desta vez, ainda não dá para garantir essa possibilidade e será algo novo se não se confirmar.

Anastasia e Pimentel fizeram de tudo para que não tivesse a terceira via. O primeiro conseguiu atrair Rodrigo Pacheco, que foi pré-candidato a governador pelo DEM, que, hoje, é candidato a senador na chapa tucana. Pimentel fez o mesmo com Marcio Lacerda, candidato do PSB, mas errou na dose, deixando Lacerda revoltado. Assim, Lacerda não virou candidato a senador na chapa petista e ainda trabalha contra a reeleição dele.

Se Lacerda tivesse sido candidato, com certeza, teria um desempenho melhor do que tem hoje o terceiro lugar, o que deixaria Pimentel receoso de perder o segundo lugar. Tudo somado, o voto útil deverá ser a tônica da semana para garantir os cenários pretendidos pelos dois oponentes mais competitivos na eleição para governador.

 

FOTOS PORTAL BHAZ/FACEBOOK: Anastasia e Pimentel em corpo a corpo pela arrancada final de campanha

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

MAIS LIDOS

Anastasia descarta assumir vaga em Ministério

15.03.2017

1/4
Please reload

RECENTES
Please reload

ARQUIVO
Please reload

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2017 por Infograffo