Bancadas do MDB pedem destituição de Antônio Andrade do comando

12.07.2018

A nove dias do início das convenções partidárias, as bancadas estadual e federal do MDB se rebelaram e enviaram manifesto, assinado pelos 13 deputados estaduais e seis deputados federais mineiros, solicitando intervenção branca da direção nacional e mudanças no comando estadual. De acordo com o texto, o atual presidente estadual, Antônio Andrade, está em absoluto isolamento no partido e, ainda assim, tenta conduzir a legenda a um situação de desastre nas eleições. “Não podemos permitir que, em razão do ódio e vingança pessoal, diversos mandatos eletivos sejam postos em risco”, advertiu os deputados no documento, admitindo que, se Andrade permanecer na presidência, o partido sairá menor do que é nas próximas eleições.

Assinam o documento os deputados federais Fábio Ramalha, Mauro Lopes, Newton Cardoso Jr., Leonardo Quintão, Saraiva Felipe e Aldemir Camilo; e os estaduais Adalclever Lopes, Tadeu Leite, Cabo Júlio, Douglas Melo, Celise Laviola, Isauro Calais, Leonídio Bouças, Ivair Nogueira, Iran Barbosa, João Magalhães, Thiago Cota, Sávio Souza Cruz e Vanderlei Miranda.  Junto do manifesto, os deputados articulam também renúncia coletiva do diretório estadual, o que exigiria indicação de uma comissão provisória estadual no lugar da atual executiva.

Em resposta, Andrade divulgou nota, considerando falsas as alegações apresentadas à executiva nacional. “Ressalto que, em nenhum momento, as decisões foram tomadas de forma isolada. A direção do partido sempre buscou representar os anseios do Estado, priorizando assim a candidatura própria para tirar Minas Gerais da pior crise da sua história”, argumentou Andrade, estranhando que o manifesto foi assinado por deputados que apoiavam a tese da candidatura própria do MDB. “A consulta realizada junto aos delegados, em que 95% dos delegados defendem a candidatura própria e 92% rejeitam uma coligação com o PT demonstra desejo das bases emedebistas”, sustentou ele.
A previsão é de que, com a troca de Andrade, o MDB refaça a aliança com o PT do governador Fernando Pimentel, que poderá tentar a reeleição. Uma segunda ala apoia a candidatura própria a governador de Adalclever Lopes (atual presidente da Assembleia Legislativa). E uma terceira defende que o governador desista da eleição e que a aliança apoie o nome do empresário Josué Alencar (PR) para governador, tendo um vice do MDB e com a candidatura a senadora da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

 

FOTO REPRODUÇÃO MANIFESTO DAS BANCADAS

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

MAIS LIDOS

Anastasia descarta assumir vaga em Ministério

15.03.2017

1/4
Please reload

RECENTES
Please reload

ARQUIVO
Please reload

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2017 por Infograffo