Marina e Ciro ganham com saída de Lula; Bolsonaro fica estacionado

17.04.2018

As pesquisas estão de volta aí, tentando enxergar o futuro político do país e a alma do eleitor, mas continuam presas às manchetes fáceis e aos placares, do tipo quem está ganhando e quem pode ganhar. Continua faltando às sondagens uma medição mais qualitativa da realidade, que aponte comportamentos e tendências do eleitorado.

Nessa pesquisa realizada entre os dias 11 e 13 de abril, pelo Datafolha, o que ficou sinalizado é que, mesmo preso, o ex-presidente Lula continua liderando nos cenários em que ele é mantido na lista, com 31%. Tem o dobro do segundo colocado, que é o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC), que aparece com 15%. O curioso é que, com a saída de Lula do cenário, Bolsonaro praticamente não avança. Vai a 17%, dentro da margem de erro; quem cresceu foram Marina Silva (Rede), que foi de 10 para 16%, e Ciro Gomes (PDT), que saiu de 5% para 9%. O restante pouco se altera.

Os eventuais sucessores de Lula no PT não crescem com a ausência dele, patinando ali nos 2% (o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad e o ex-governador baiano Jaques Wagner). Receberiam só 3%. Ao contrário deles, Marina ficaria com 19% a 21% dos votos lulistas; Ciro, de 14% a 15%.

Se Lula ficar mesmo de fora, os 30% de suas intenções de voto serão decisivos na definição dos candidatos que vão a eventual 2º turno. Dois terços dos eleitores admitem voltar em um candidato indicado por Lula, e o restante diz não saber.

Os outros candidatos continuam patinando, especialmente o do PSDB, Geraldo Alckmin (ex-governador de São Paulo), que, até o momento, mantém-se com baixa competitividade para eventual a disputa, apesar de ser pré-candidato de um dos partidos mais ricos e com maior tempo de televisão. Seja como for, ainda é cedo para descartá-lo como protagonista na eleição.

 

FOTO Reprodução site Agora RN: Os presidenciáveis Marina Silva, Ciro Gomes e Jair Bolsonaro

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

MAIS LIDOS

Anastasia descarta assumir vaga em Ministério

15.03.2017

1/4
Please reload

RECENTES
Please reload

ARQUIVO
Please reload

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2017 por Infograffo