É hora de frieza e menos destempero na definição eleitoral

28.02.2018

Os partidos começam a ficar mais salientes e ansiosos com o vencimento dos primeiros prazos eleitorais. O que costuma ser um erro na política, que carece de decisões mais racionais e menos destemperadas. Quem tem prazo usa, quem não tem faz o que pode.

A pressa de hoje move as pré-candidaturas do governador Fernando Pimentel (PT) e do deputado federal Rodrigo Pacheco (MDB). Até o dia 6 de abril, eles têm que resolver suas demandas mais urgentes. Se mudar de ideia e disputar outro cargo, como o de senador, Pimentel terá que deixar o governo nessa data; caso contrário, toca o barco sem deixar o cargo, seja para disputar a reeleição ou só para completar o mandato.

Rodrigo Pacheco sabe que não tem chances de ser candidato mantendo-se filiado ao MDB, que está aliado a Pimentel. Então, o deputado terá que se abrigar, como está adiantado, no DEM, onde são fortes as conversas para turbinar a candidatura dele a governador com apoio do campo político dos tucanos.

FOTO REPRODUÇÃO YOU TUBE: Juntos em  2014, Pacheco e Pimentel, agora, irão se enfrentar

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

MAIS LIDOS

Anastasia descarta assumir vaga em Ministério

15.03.2017

1/4
Please reload

RECENTES
Please reload

ARQUIVO
Please reload

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2017 por Infograffo