Podemos (ex-PTN) começa mal

Por unanimidade, o TRE de Minas desaprovou a prestação de contas do diretório estadual do Podemos (antigo PTN – Partido Trabalhista Nacional) referente ao ano de 2014, com determinação de recolhimento de valores ao Tesouro Nacional e suspensão do recebimento das cotas do fundo partidário. Em 2016, nas eleições municipais, o problema se repetiu por desorganização interna.

Além de pagar multa de R$ 33 mil por uso de recursos de origem não identificada, o partido ficará suspenso do recebimento do repasse de quotas do Fundo Partidário por seis meses, ou seja, em pleno ano eleitoral. Desse jeito, só mudando de nome novamente.

FOTO Cláudia Ramos / CCS/TRE-MG

video sonegação2.png
MAIS LIDOS
RECENTES
ARQUIVO
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2017 por Infograffo