Demissões podem trazer colapso no sistema prisional

Salvo prorrogação dos contratos, o governo mineiro irá demitir 1.800 agentes penitenciários em dezembro deste ano e outros 5 mil até março do ano que vem. Além do risco de greve, há outra ameaça mais grave. O sistema prisional poderá entrar em colapso com a falta dos agentes (os dispensados) e de eventuais movimentos paralisantes.

Hoje, há um número de agentes abaixo da necessidade. Há casos de presídios que têm só quatro carcereiros para 100 presos. A área é muito sensível e pode virar facilmente aquele barril de pólvora sempre lembrado quando se fala no sistema prisional. A prorrogação dos contratos pode ser solução, enquanto o estado aguarda a melhoria das condições econômicas para realizar concursos de forma gradativa, até porque não se prepara e treina novos agentes da noite para o dia.

FOTO Ricardo Barbosa/ ALMG

video sonegação2.png
MAIS LIDOS
RECENTES
ARQUIVO
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2017 por Infograffo