Pimentel quer zerar déficit em 2018

Pelas contas feitas pelo secretário da Fazenda, Afonso Bicalho, o governo mineiro poderá abrir 2018 com o déficit zerado. Ao prorrogar o refis (renegociação de dívidas tributárias) para o ICMS, Bicalho calculou em R$ 8 bilhões a entrada de novos recursos. Ainda conta ganhos com a renegociação de tributos atrasados do IPVA e o da Transmissão Causa Mortis e Doações (ITCMD). Apenas em dois casos de herança famosos e rumorosos, em Belo Horizonte, serão recuperados R$ 600 milhões.

Foto Agência Minas: Secretário da Fazenda, José Bicalho

pecas_ead_blog_do_orion ouyt 21.png
MAIS LIDOS
RECENTES
banner amm 15 de junho 2020.png
ARQUIVO