Renovar licença pode ser saída de Aécio no PSDB

O tucano Aécio Neves foi autorizado pelo ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), a retomar o mandato no Senado, nesta terça-feira (4), quando deverá fazer pronunciamento em sua defesa. Ele foi acusado de corrupção passiva pelo procurador-geral Rodrigo Janot após delação da JBS e foi gravado pedindo dinheiro ao dono dessa empresa. Aécio rebate a acusação, mas volta ao cargo com o prestígio em baixa. Por isso, há uma turma que quer vê-lo fora do comando para que seu desgaste não contamine o partido.

Outra, e razão maior, é que a sua volta fortalece a ala tucana que deseja manter o apoio ao governo de Michel Temer (PMDB). Tudo somado, Aécio deve renovar a licença da presidência do PSDB, até para não ser derrotado, sob o argumento de que irá se concentrar na defesa própria junto ao STF, onde responde a nove inquéritos. Nos bastidores, no entanto, irá trabalhar fortemente para defender a manutenção de apoio a Temer, porque a morte desse é dele também, como num abraço de afogados. Ou se salvam os dois ou nenhum.

Hoje, dos 46 deputados federais tucanos, oito dizem abertamente que irão votar, no plenário, contra Temer, apenas cinco dizem sim.

FOTO O CAFEZINHO: FH nada disse, mas Alckmin e Doria não querem mais Aécio no comando do PSDB

video sonegação2.png
MAIS LIDOS
RECENTES
ARQUIVO
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2017 por Infograffo