PMDB decide na sexta se expulsa Zezé Perrela

Membros da executiva estadual do PMDB convocaram reunião para a próxima sexta (7), a fim de discutir, entre outros temas, a expulsão do senador Zezé Perrela. Eleito pelo PSDB, Perrela filiou-se no início deste ano, em Brasília, sem consulta ou aval da executiva, que se sentiu atropelada. Além disso, há regra interna estadual de não aceitar a filiação de parlamentar com mandato.

Em fevereiro passado, a bancada estadual do PMDB divulgou nota criticando a medida e pedindo a saída de Perrela, que é muito ligado ao senador tucano Aécio Neves. Após rompimento com o governador Fernando Pimentel (PT), o vice-governador e presidente estadual do PMDB, Antônio Andrade, buscou aproximação, em dois atos, com o PSDB à revelia da executiva e da bancada estadual do partido. Primeiro, apoiou a candidatura derrotada a prefeito de Belo Horizonte do tucano João Leite (deputado estadual) e, depois, filiou Perrela.

A bancada desconfia da filiação do ex-tucano e quer reafirmar, em outra pauta, a continuidade da aliança com o PT de Pimentel. A medida poderá provocar a desfiliação de Andrade e seu grupo político e de pré-candidatos a governador, como o deputado federal Rodrigo Pacheco (PMDB), presidente da Comissão de Constituição e Justiça que irá votar se aceita ou não a denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB).

FOTO AGÊNCIA SENADO/Jefferson Rudy/: Aécio e Zezé Perrela no plenário do Senado

video sonegação2.png
MAIS LIDOS
RECENTES
ARQUIVO
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2017 por Infograffo