Oposição tenta corrigir lambança no caso Aécio

Senadores de oposição conseguiram reunir cinco assinaturas necessárias para protocolar recurso e corrigir a lambança do presidente do Conselho de Ética, João Alberto Souza (PMDB-MA), de ter arquivado o pedido de cassação do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) por, segundo ele, falta de provas.

Ora, ainda que faltem provas, o que é improvável como sinalizam as gravações, existem duas importantes e relevantes decisões: o STF afastou o senador e a Procuradoria-Geral pede, pela segunda vez, a prisão de Aécio. Não há como não apurar e avaliar isso, no mínimo.

A defesa do senador afastado reitera que as delações são obra de “criminosos confessos, em busca dos benefícios e que elas não devem ser tratadas como prova”.

O recurso foi assinado pelos senadores Lasier Martins (PSD-RS), José Pimentel (PT-CE), Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), João Capiberibe (PSB-AP) e Pedro Chaves (PSC-MS), membros titulares do Conselho de Ética. Em seguida, o presidente da comissão se internou; se entrar em licença, assumirá seu vice, Pedro Chaves, que assinou o recurso.

FONTE O BOM MARANHENSE: O presidente do Conselho de Ética, João Alberto (PMDB/MA)

video sonegação2.png
MAIS LIDOS
RECENTES
ARQUIVO
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2017 por Infograffo