Reforma de Kalil: começar de novo na Câmara

O líder de governo na Câmara de Belo Horizonte, vereador Léo Burguês (PSL), recuou e retirou o segundo substitutivo da reforma administrativa do Executivo e que havia apresentado na surdina. “Retirei o substitutivo e agora quero ver quantas emendas os vereadores vão retirar, porque são mais de 150”, afirmou o líder, que, com a medida anterior, tentou evitar a desfiguração do projeto inicial.

Agora, tudo recomeça, da estaca zero e com desconfiança generalizada, para aprovar o projeto que corta cargos comissionados, enxuga secretarias e promete economizar R$ 30 milhões ao ano.

FOTO EM

pecas_ead_blog_do_orion ouyt 21.png
MAIS LIDOS
RECENTES
banner amm 15 de junho 2020.png
ARQUIVO