Junho deverá ser o mês da degola de Michel Temer

26.05.2017

O ainda presidente Michel Temer (PMDB) disse que o Brasil não vai parar, que continuará em frente, só não apontou em que direção, porque ele continua sem rumo e não sabe como sair da enrascada em que se meteu. Não há saída política, negociada pra ele, já que se nega a renunciar e um pedido de impeachment seria muito demorado. A saída mais rápida parece ser mesmo a jurídica, através do julgamento da chapa Dilma/Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral por outros ilícitos cometidos durante a campanha.

 

Mais do que isso, estará em jogo ali o conjunto da obra, o que fizeram não só na campanha, mas durante a vida pública deles, como sinalizam as delações e gravações, exibindo uma relação espúria entre os políticos e empresários para obterem vantagens indevidas sobre o dinheiro público.

Depois de recorrer à medida de força, não política, mas militar, desproporcional e arbitrária, para resolver um problema que é essencialmente político, Temer teve que recuar, confirmando a falta de rumos e a fragilidade.

 

Tudo indica que, a seis dias do final do mês, ele sobreviverá a maio, mas as duas primeiras semanas de junho serão como um primeiro passo para a degola. Previsto para o dia 6 de junho, o julgamento da chapa de Temer no TSE passou a ser visto como uma das saídas possíveis para a crise política atual. Por outro lado, Temer não está morto. Seus advogados usarão um arsenal de recursos para travar o processo, além do que qualquer ministro do TSE pode pedir de vista, para julgar melhor, e levar um mês para dar seu voto. A pressão é grande, mas pode.

 

Um processo de impeachment pode durar meses também. Já são 17 os pedidos de impeachment para afastar Temer, com a apresentação, nesta quinta (25), do da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em documento endossado por seções regionais de 24 estados, entre eles o de Minas, e o Distrito Federal.

FOTO: SITE TSE: Ministros do TSE julgarão chapa Dilma/Temer no dia 6 de junho

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

MAIS LIDOS

Anastasia descarta assumir vaga em Ministério

15.03.2017

1/4
Please reload

RECENTES
Please reload

ARQUIVO
Please reload

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2017 por Infograffo