Depoimento de Lula pode redefinir Lava Jato

08.05.2017

 

Como tem sido, esta semana será também de turbulências, com efeitos sobre os julgamentos na operação Lava Jato e sobre as reformas do governo Temer. Na próxima quarta (10), o ex-presidente Lula vai estar cara a cara com o juiz federal Sérgio Moro, em Curitiba, em meio a uma guerra nos bastidores, especialmente nas redes sociais, onde aliados prometem ocupar Curitiba para defender o ex-presidente e evitar eventual prisão dele. Do outro lado, os detratores pedem a prisão do petista. (FOTO diariodocentrodomundo.com.br)

 

De sua parte, o Sérgio Moro, em vídeo, pediu que apoiadores da Lava Jato não compareçam ao fórum, sugerindo que não haverá embate com Lula, mas especialistas se desdobram sobre as chances de decretar a prisão do ex-presidente. É possível, mas improvável. Por isso, os grupos pró e contra estão inflamados e prometem ir até lá. Entre os aliados do petista, foi feito até um manual para evitar provocações de rivais. Eles querem montar um acampamento em Curitiba.

 

O depoimento de Lula mais a decisão do STF sobre o pedido de habeas corpus do ex-ministro Antônio Palocci, que está preso em Curitiba, poderão redefinir os rumos das investigações e julgamentos, estimulando ou desestimulando delações premiadas. Se Palocci conseguir, como Jose Dirceu, a liberdade ainda que provisória, poderá desestimular as delações previstas pelo ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, também preso em Curitiba, e do próprio Palocci. Pode haver recuo, já que o STF começa a considerar exagerados os métodos de Sérgio Moro, de prisões preventivas para obter delações e chegar às condenações.


 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

MAIS LIDOS

Anastasia descarta assumir vaga em Ministério

15.03.2017

1/4
Please reload

RECENTES
Please reload

ARQUIVO
Please reload

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2017 por Infograffo