Secretário de Cultura de Kalil deixa o cargo

Na Prefeitura de Belo Horizonte, registra-se a primeira crise em sua nova equipe. A primeira baixa é o secretário de Cultura (presidente da Fundação Municipal de Cultura), Leônidas de Oliveira, pediu demissão por falta de autonomia e de recursos: seu orçamento caiu de R$ 50 milhões para R$ 30 milhões, e seus projetos estavam sendo barrados.

É a primeira baixa numa área muito sensível; basta lembrar que a maior oposição ao ex-prefeito Márcio Lacerda, o Fora Lacerda, veio da área cultural, por não cuidar bem do setor.

Leônidas havia sustentado projetos que revitalizaram a cultura em BH, como a virada cultural, o sucesso do carnaval de belo horizonte e também a consagração da Pampulha como patrimônio cultural da humanidade. FOTO HOJE EM DIA

video sonegação2.png
MAIS LIDOS
RECENTES
ARQUIVO
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2017 por Infograffo