Chapa única e suprapartidária na AMM

Numa coligação de fazer inveja à belicosa bipolarização entre tucanos e petistas, e respectivos aliados, três pré-candidatos à presidência da Associação Mineira de Municípios (AMM) decidiram fazer acordo e formar chapa única e suprapartidária na eleição ao comando da entidade para o próximo biênio (2017/2019). Amanhã, quinta-feira (30), acontece a eleição, oficializando a nova diretoria da AMM. Somente as prefeituras afiliadas podem participar da votação.

Os três pré-candidatos que se uniram são Julvan Lacerda (PMDB/Moema), que será o futuro presidente; Wander Borges (PSB/Sabará), vice-presidente, e Daniel Sucupira (PT/Teófilo Otoni), tesoureiro. O acordo foi firmado no dia 10 de março, e o entendimento envolveu, pelo menos, 11 partidos: o PMDB, PSB, PSDB, PT, PP, PR, PSD, DEM, PTB, PDT, PV, entre outras siglas.

Ficou acertado também que o PSDB indicará dois nomes para composição de grande chapa que corresponderão à vice-presidência do Conselho Diretivo e à presidência do Conselho Fiscal.

A chapa conta ainda com mais 30 cargos das diretorias regionais e foi registrada no dia 24 de março, último dia do prazo, contemplando grande leque partidário envolvido nas negociações.

O atual presidente da AMM, Antônio Andrada (PSB), disse que a união fortalecerá a entidade na luta em defesa das bandeiras municipalistas.

VEJA COMO FICOU A CHAPA - A diretoria da chapa “Prefeitos unidos, AMM forte!” ficou definida com Julvan Lacerda (PMDB/Moema), como presidente; Wander Borges (PSB/Sabará), vice-presidente; Marcos Vinícius (PSDB de Coronel Fabriciano), vice-presidente; Rui Ramos (PP/Pirajuba), vice-presidente; Maria Aparecida Magalhães (PMDB/Manhuaçu) e José Cordeiro (PSDB/Congonhas) como secretários; Daniel Sucupira (PT/Teófilo Otoni) e Geraldo Godoy (PMDB/Periquito) como tesoureiros. FOTO ASCOM AMM

video sonegação2.png
MAIS LIDOS
RECENTES
ARQUIVO
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2017 por Infograffo