Líderes de policiais advertem Zema para risco de caos em Minas se reajuste for vetado

Um dos líderes da categoria, o deputado federal Subtenente Gonzaga (PDT) advertiu ao governador Romeu Zema (Novo) sobre os riscos de recuo no reajuste da categoria. Em nota divulgada nesta sexta (28), Gonzaga pediu “juízo” ao governador. A manifestação foi feita em razão da ação judicial do Partido Novo, no Supremo Tribunal Federal, para tentar impedir a reposição salarial de 41,7% aos policiais mineiros. Deputados e lideranças dos policiais discutem o quadro, foto site Deputado Subtenente Gonzaga Segundo o deputado, essa ação tem o objetivo claro de constranger o governador, levando-o a não sancionar o projeto já aprovado na Assembleia. Gonzaga faz um apelo e pede que o governador tenha res

"Traidor da Constituição é traidor da Pátria”, advertiu Ulysses Guimarães

A histórica frase foi dita pelo então presidente da Câmara dos Deputados, Ulysses Guimarães, quando promulgou a Carta Magna, em 88. Vídeo (veja abaixo) com a célebre manifestação está circulando pelas redes sociais no momento que grupos de extrema direita atentam contra a democracia. Aliados do governo Bolsonaro estão convocando ato público para o dia 15 de março pelo qual pedem até o fechamento do Congresso. “Conhecemos o caminho maldito. Rasgar a Constituição, trancar as portas do Parlamento, garrotear a liberdade, mandar os patriotas para a cadeia, o exílio e o cemitério”, completou Ulysses Guimarães. Ulysses exibe a Carta Magna, que, hoje, vive riscos, foto Arquivo Agência Brasil No hist

Presidente da AMM é lançado ao Senado em eventual chapa de reeleição de Zema

Dois anos e meio antes do fim de seu mandato, o governador Romeu Zema (Novo) já adiantou que disputará à reeleição. Pode ser pelo partido ou outro, já que eles passam por DR (discutindo a relação) nesse momento. Como não há vácuo em política, o prefeito de Pirajuba, Rui Ramos (PP), deu dica importante ao governador que começa a entender o traçado da política. Claro, a boa política, até porque não existe a má política, apenas maus políticos. O prefeito Rui Ramos, Zema e Julvan em Pirajuba, foto Divulgação O prefeito ajudou o governador a compor a chapa da qual ele será o (re)candidato a governador. Lançou o nome que poderá fortalecer a interiorização de Zema nas eleições de 2022. Apontou o no

Tribunais de Justiça abrem dissidência e criam colegiado contra ameaças

Contra retrocesso e ameaças, os presidentes de Tribunais de Justiça de todo o país abriram dissidência à entidade que os representava e criaram outro colegiado. Na quinta (20), fundaram, em São Paulo, o Colégio de Presidentes dos Tribunais de Justiça (Codepre). Será integrada somente pelos presidentes em exercício dos Tribunais de Justiça dos Estados e do Distrito Federal. A outra entidade da qual se desligaram, o Conselho dos Tribunais de Justiça do Brasil, era comandada por ex-presidentes, muitos dos quais não se alinham com os atuais. Esses ficaram desautorizados de representá-los daqui pra frente. Presidentes de Tribunais de Justiça criam colegiado em São Paulo, foto Klaus Silva/TJSP Alé

Após crítica, líder de Zema na Assembleia diz que tem “nojo” do Partido Novo

Uma hora depois que a direção nacional do Partido Novo divulgou nota contra o reajuste do governo a policiais, o líder de Zema na Assembleia contra-atacou. Gustavo Valadares (PSDB) reagiu dizendo que não há nada mais sujo na vida pública que o oportunismo e a demagogia. “Que NOJO do @partidonovo30”, desabafou Valadares em seu perfil no Twitter. E mais, adiantou que o feriado de Carnaval servirá, para ele, como momento de reflexão. “…Espero que não só pra mim, não é mesmo @RomeuZema”, completou. O líder governista, Gustavo Valadares (PSDB), conversa com aliado na Assembleia, foto Sarah Torres/ALMG Em nota, a direção nacional do Novo, comandada por João Amoêdo, reprovou o reajuste do governado

Direção nacional do Novo reprova e defende que Zema vete reajuste até de policiais

Nota de João Amôedo critica decisão de Zema, reprodução do site do Novo Em nota postada em rede social e no próprio site, a direção nacional do Novo, partido do governador Romeu Zema, reprovou, nesta quarta (19), o reajuste aos policiais. E mais, defendeu que o governador vete todos os aumentos aprovados pela Assembleia, incluindo os dos servidores da segurança pública. Após pressões e ameaças de policiais, Zema concedeu reposição salarial de 41,7% em três parcelas anuais. As negociações duraram um ano com a área de segurança. O custo total da medida foi estimado em R$ 9 bilhões pela Secretaria de Planejamento e Gestão. Por conta da falta de isonomia e da pressão das demais categorias, a Ass

Assembleia devolve problema do reajuste do servidor para Zema

Ao aprovar a reposição de 41,7% para os servidores da segurança, a Assembleia Legislativa expôs um erro do governador Romeu Zema (Novo). Falta grave, apontada pela maioria do Legislativo mineiro, pelo fato de conceder a recomposição somente para uma categoria. Por essa razão, e até de maneira inconstitucional (já que não poderiam criar despesas), os deputados buscarão corrigir a falta de isonomia do governo. Deputados discutem reajuste para os servidores, foto Clarrisa Barçante/ALMG Para isso, a Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária da Assembleia aprovou, nessa terça (18), emenda que estende o benefício para as outras 13 categorias de servidores. A medida prevê reajuste 28,2% pa

Aposentados puxam a fila do endividamento em janeiro

Os gastos de janeiro comprometeram o orçamento das famílias, gerando o aumento do número de inadimplentes. Na comparação mensal, o crescimento foi de 0,28% de dezembro para janeiro. Entraram nessa conta as compras de Natal, pagamentos de impostos, despesas escolares, entre outros. Pesquisa contém informações disponíveis nas bases de dados de acesso do SPC Brasil e sa CDL/BH Além disso, o pagamento do 13º salário favoreceu a diferença, à medida que permitiu a quitação de dívidas em dezembro. Os dados fazem parte da pesquisa de inadimplência e dívidas em atraso da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH). O acúmulo de dívidas é maior (11,7%) entre os aposentados. Isso porque o

AMM chama de balela recurso federal a municípios afetados pelas chuvas

O presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM) e prefeito de Moema, Julvan Lacerda, voltou a criticar a burocracia federal na liberação de recursos emergenciais. “Hoje, o sistema é uma balela. Quando o dinheiro chega, já está tudo feito, pois são ações emergenciais. Precisamos simplificar e criar alternativas para apresentar ao Congresso Nacional”, propôs Julvan. O dirigente referia-se aos recursos prometidos pelo presidente Bolsonaro, há mais de 10 dias, aos 196 municípios mineiros em situação de emergência por contas das chuvas. Julvan participa de reunião da CNM em Brasília, foto site AMM A crítica de Julvan, que também é vice-presidente nacional da Confederação Nacional dos Munic

Zema prorroga quitação de ICMS para empresas afetadas pelas chuvas a pedido da CDL/BH

A pedido da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), o Governo mineiro assinou decreto em favor de empresas afetadas pelas chuvas. A medida prorroga o pagamento do ICMS dos meses de janeiro e fevereiro, além de isentar de multa e juros. O valor devido poderá ser dividido em até seis vezes, com vencimento da primeira parcela no dia 31 de março. As empresas atingidas também poderão adquirir ativo imobilizado danificado com isenção do ICMS limitado a R$ 50 mil. Zema assina decreto diante do presidente do CDL/BH, Marcelo de Souza, foto CDL/BH A gestão foi feita pelo presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva, que participou do ato de assinatura do decreto no gabinete do gove

‘Tormenta’ do governo Bolsonaro derruba 2 ministros de 1 vez só

Em um mesmo dia, Bolsonaro demite dois ministros, sétima mudança, e põe mais um militar no Ministério que atende pelo nome Casa Civil. Caíram os ministros Onix Lorenzoni (DEM/RS), da Casa Civil, e Osmar Terra (MDB/RS), da Cidadania. Onix iria para o lugar de Terra, que ainda está sem rumo, e o general Walter Braga ficará com a vaga do primeiro. Para entender mais essa mudança ministerial, recorro ao livro ‘Tormenta – O governo Bolsonaro: crises, intrigas e segredos’. De autoria de Thaís Oyama, segundo análise da jornalista Valéria Andreata. Confira: ‘Tormenta’, de Thaís Oyama, ajuda a enxergar melhor o iceberg O livro da jornalista Thaís Oyama “Tormenta – O governo Bolsonaro: crises, intriga

Insatisfação leva Zema a buscar substituto de Bilac na articulação política

As dificuldades continuadas na articulação política têm levado o governador Romeu Zema (Novo) a pensar em nova mudança na área. Há quase seis meses, ele trocou o então secretário de Governo, Custódio Mattos (PSDB), pelo atual, Bilac Pinto (DEM), para melhorar interlocução política. Se o desempenho era ruim no Legislativo, agora se ampliou para o lado até do Judiciário. O desgaste dele começou quando tentou enquadrar o Legislativo e o Judiciário na crise fiscal do Estado. Zema já havia trocado Custódio Mattos por Bilac Pinto, fotos Renato Cobucci/Imprensa MG, Edição do Brasil e Gustavo Lima/ Agência Câmara A insatisfação do governador não é só na área política, mas também na comunicação. Quan

Posse na AMMP comemora direito de promotor se eleger procurador-geral

Tomou posse, nesta quinta (6), para seu 2º mandato, o presidente da Associação Mineira do Ministério Público (AMMP), promotor Enéias Xavier Gomes. Em seu discurso, Enéias apontou as principais conquistas de sua gestão. Entre elas, o reconhecimento ao direito de promotores disputarem o cargo de procurador-geral de Justiça por parte do Supremo Tribunal Federal (STF). Promotor Enéias toma posse para o segundo mandato, foto site AMMP “Que nossas conquistas sejam lembradas, pois têm o condão de elevar a autoestima e a confiança no futuro institucional, neste novidadeiro ano”, pontuou o presidente da AMMP. Com isso, os promotores públicos mineiros venceram mais uma restrição legislativa. Até então

Deputados voltam a reclamar da relação política de Bilac e de Zema

Pela segunda vez na semana, o governador Romeu Zema (Novo) constatou as dificuldades de sua articulação política na Assembleia Legislativa. Zema voltou nessa quinta (6) ao Legislativo para apoiar a criação de tribunal federal em Minas (TRF-6). Na segunda (3), prestigiou a reabertura dos trabalhos legislativos. Sinal de insatisfação com a relação política foi dado na terça (4) pelos deputados, quando seis deles deixaram o bloco de apoio ao governador. Com isso, a base mais fiel de Zema caiu de 22 votos para 16 votos. São várias as queixas entre os aliados. Zema posa com Julvan Lacerda (presidente da AMM) e prefeitos mineiros na Cidade Administrativa, reprodução Facebook de Zema Uma delas refe

Após 66 dias e sabatinas, Zema nomeia 2 desembargadoras para TJMG

O governador Romeu Zema (Novo) nomeou, nessa quinta (6), duas novas desembargadoras para o Tribunal de Justiça (TJMG). Do quinto constitucional do Ministério Público (MP), foram escolhidas a promotora Paula Cunha e Silva e a procuradora Maria Inês Rodrigues de Souza. Pela primeira vez no Estado, uma promotora se torna desembargadora. No entanto, foi a nomeação da procuradora Maria Inês que teria causado maior surpresa entre os membros do MP. Nelson Missias, João Otávio Noronha, Agostinho Patrus, Romeu Zema e Sérgio Tonet, foto Willian Dias/ALMG Várias especulações foram feitas para tentar explicar as escolhas do governador ou as influências que teria recebido. Paula Cunha é muito próxima do

STJ e Zema se unem à Assembleia pela criação do TRF-6 em Minas

O governador Romeu Zema (Novo) se une ao presidente da Assembleia, Agostinho Patrus (PV), pela criação do Tribunal Regional Federal da 6ª Região no Estado. Iniciado em outubro passado, o movimento ganha o reforço do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o ministro mineiro João Otávio de Noronha. A pretensão é antiga em Minas, mas, desta vez, a unidade política de Minas, de seus poderes, da bancada federal mineira e do STJ demonstra a irreversibilidade da conquista. Noronha, Zema e Agostinho Patrus, montagem com fotos de Rafael Luz/STJ, Renato Cobucci/ImprensaMG e Sarah Torres/ALMG O objetivo é dar celeridade ao julgamento dos processos judiciais federais originados em Minas, que,

Dissidência leva bloco de Zema a perder 6 deputados na Assembleia

Desentendimentos, desarticulação ou cochilo levaram a base governista de Romeu Zema (Novo) a perder, de uma só vez, seis deputados estaduais. O desfecho incomodou a articulação política do governo, mas o líder de Zema na Assembleia Legislativa, Luiz Humberto (PSDB), pôs água na fervura. “O que importa é o voto, a maioria vota com a gente”, amenizou ele. Primeira reunião do ano define o jogo de forças na Assembleia, foto Guilherme Dardanhan/ALMG Não há insatisfação generalizada, até porque o governo pagou as emendas parlamentares da ordem de R$ 5 milhões aos deputados, aprovadas no ano passado. A desarticulação cochilou diante de alguns desentendimentos pontuais. Tudo somado, deixaram o bloco

Governo atende CDL/BH em favor de comerciantes afetados pelas chuvas

Após encontro com empresários, o governador Romeu Zema (Novo) aprovou a liberação linhas de crédito do BDMG para comerciantes afetados pelas chuvas. E mais, maior prazo para recolhimento de ICMS. Para as micro e pequenas empresas das 196 cidades atingidas, o BDMG Solidário oferece empréstimo com condições acessíveis: taxas de juros a partir de 0,83% ao mês, com pagamento em até 48 parcelas fixas e carência de até seis meses. Zema e o presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza, foto Pedro Gontijo/Imprensa MG Zema não apresentou, mas adiantou que estão em análise algumas medidas para apoiar pequenos empresários nessa situação. O anúncio foi feito por ele depois de se reunir com representantes de e

foto fenafisco dia do servidor2.jpg
banner amm 15 de junho 2020.png
dia%20do%20servidor_edited.jpg
epraja_blog orion (2) agosto 20.jpg
MAIS LIDOS
RECENTES
ARQUIVO
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2017 por Infograffo