Único apoiador no Sudeste, Zema deveria cobrar mais de Bolsonaro

Do ponto de vista da solidariedade, Bolsonaro fez um gesto importante ao visitar Minas nessa hora difícil, trazer sete ministros e anunciar recursos. Foi algo em torno de R$ 1 bilhão para os municípios da região Sudeste. Irão receber a verba três estados afetados com as fortes chuvas. Além de Minas, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Não é muito dinheiro, mas já é alguma coisa. Tão importante quanto isso, ou mais, é a liberação ágil do dinheiro. Entre Brasília e os municípios, há um ‘monstro’ chamado burocracia que trava o socorro às vítimas e às cidades arrasadas. De acordo com o presidente da Associação Mineira dos Municípios (AMM), Julvan Lacerda, o recurso costuma chegar depois do estado d

Fiemg rebate críticas e descarta cancelar licitação que já dura 1 ano e 12 dias

Em ofício a este jornalista, a veículos de comunicação e outros, a Federação das Indústrias de Minas (Fiemg) descartou vícios em sua licitação de propaganda. E mais, “que nunca foi sua intenção cancelar ou revogar o processo licitatório”. O documento é assinado pelo presidente da entidade, empresário Flávio Roscoe Nogueira. A licitação da Federação foi iniciada no dia 17 de janeiro do ano passado, ou seja, há um ano e 11 dias. Normalmente, uma licitação desse porte duraria apenas de 3 a 4 meses. O presidente da Fiemg, Flávio Roscoe, descarta mudanças na licitação de propaganda, foto site Além do Fato A mensagem do Roscoe foi feita após este blog noticiar que havia recurso administrativo em d

Ciúmes de Bolsonaro não afetam popularidade nem favoritismo de Moro em 2022

Mais uma vez, o presidente Bolsonaro (sem partido) tentou em vão tirar poderes de seu ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. Agora, a intenção era dividir sua pasta em duas, deixando-o sem a segurança pública. Bolsonaro e aliados se enganam nesse ponto. Não será esvaziando seu ministro que irá reduzir a popularidade dele ou o risco de ameaçar sua reeleição em 2022. A situação pessoal favorável de Moro dispensa isso e pode se dar ao luxo até de ficar sem o cargo, ser demitido. O chefe Bolsonaro e o seu ministro Sérgio Moro Moro tem melhor avaliação e mais credibilidade junto à opinião pública que Bolsonaro, segundo levantamentos do Datafolha. Na última pesquisa, realizada em de

Fiemg poderá cancelar licitação publicitária para não ser processada

Erros na proposta comercial de duas agências poderão levar a Federação das Indústrias de Minas (Fiemg) a suspender ou refazer sua licitação para propaganda. Esse é o teor do recurso encaminhado por uma das agências concorrentes, a Filadélfia Comunicação, diante de possíveis falhas das propostas da Lápis Raro e RC Propaganda. A ocorrência é passível de desclassificação, mas, em vez disso, a Federação teria permitido a correção, acatando nova proposta delas. A prática é apontada como erro grave em processos de licitação e pelo próprio edital. A ata da reunião de abertura das propostas só teria sido divulgada sete dias depois, já com as correções acertadas. Esses são os argumentos do recurso da

Assembleia registra em placa de aço nomes dos mortos no crime da Vale

“Crime que vitimou 272 pessoas” – com essa convicção do relatório de sua CPI, a Assembleia Legislativa homenageia as vítimas da tragédia da Vale em Brumadinho. A dois dias de completar um ano do desastre, o Legislativo mineiro registra, nesta quinta (23), em placa de aço o nome de todos os mortos. No dia 25 de janeiro de 2019, barragem da Vale, da Mina Córrego de Feijão (Brumadinho), rompeu causando desastre social e ambiental sem precedentes. Mais grave, a morte de 272 pessoas, das quais 11 ainda estão desaparecidas na lama deixada pela tragédia. Vítimas da tragédia da Vale, em Brumadinho (Grande BH), serão homenageadas pela Assembleia, foto Guilherme Bergamini/ALMG “O rompimento da estrutu

Bolsonaro afasta secretário de Cultura para afastar de si pecha de nazista

Dezesseis horas após dizer que o Brasil, “depois de décadas, agora tem secretário de Cultura de verdade”, Bolsonaro voltou atrás e o demitiu sumariamente. Só não pediu desculpas, embora deveria, pelo nefasto secretário que contratou. Na quinta (16), às 19 horas, disse que ele iria fazer um trabalho atendendo à maioria do povo brasileiro e o agradeceu “por ter aceitado a missão”. Bolsonaro e Regina Duarte em encontro de outubro de 2018, reprodução Twitter No anúncio da demissão, às 11 horas desta sexta (17), o presidente reconheceu, somente após onda de indignação, que ele fez declaração “infeliz”. “Comunico o desligamento de Roberto Alvim da Secretaria de Cultura do Governo. Um pronunciament

Zema adia 13º salário, mas Minas tem 2ª maior arrecadação nacional

O governador Romeu Zema (Novo) diz que herdou crise financeira e que não tem dinheiro para pagar o 13º salário de todo o funcionalismo. Por outro lado, demorou a admitir que a receita estadual está subindo acima da média nacional. Nesta quinta (16), divulgou mensagem de reconhecimento, em rede social, ao esforço de fiscais ao anunciar o pagamento do 13º salário para outros 60 mil servidores. Zema e sua mensagem sobre mais uma etapa do pagamento do 13º salário, colagem com foto de Renato Cobucci/Imprensa MG Zema disse que demandou a Secretaria da Fazenda a intensificação na atuação para pagar no próximo dia 21 a todos os funcionários que recebem até R$ 2,5 mil. Até então, só havia quitado a g

Promotores poderão disputar chefia do Ministério Público de Minas

Os promotores públicos mineiros, por meio de sua Associação, venceram mais uma restrição legislativa. O STF, por unanimidade, reconheceu o direto deles de disputarem o cargo de procurador-geral do Ministério Público mineiro. Até então, apenas os procuradores de Justiça poderiam ser candidatos. As eleições acontecem em novembro deste ano, quando se encerra o segundo mandato do atual procurador-geral, Sérgio Tonet. Os promotores Luciano Casaroti (TO) e Enéias Xavier (MG) com o ministro Marco Aurélio (STF), foto Divulgação O Supremo julgou procedente o pedido formulado na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 5704. A ação pedia que fosse declarada, sob o ângulo formal, a inconstitucionalid

Ao derrubar censura, STF repõe democracia acima de crenças pessoais

Na noite dessa quinta (9), houve mais um daqueles movimentos e manifestações que buscam manter e restabelecer a ordem constitucional. Veio em boa hora, diante do momento político conturbado e polarizado no país. O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, suspendeu a decisão da Justiça do Rio de Janeiro que censurou o Especial de Natal do Porta dos Fundos, no Netflix. Dias Toffoli derrubou a censura sobre o especial do Netflix, foto Nelson Jr. SCO/STF Não foi preciso muito esforço e tempo entre uma decisão e outra, até porque, na dúvida, bastar seguir e cumprir o texto constitucional. Ali, é claro, é vedada a censura. Se é inconstitucional, censurar é crime contra um princípio fu

Ao brigar com empresas de ônibus, Kalil faz gol sem sofrer qualquer marcação

Ao seu jeito, ou à falta dele, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), continua marcando gols. E o faz, muitas vezes fora das regras do jogo, no impedimento e até de mão, mas sem quaisquer marcações. Ele é confessadamente pré-candidato a buscar novo mandato em 4 de outubro próximo. Cinco dias depois de sua manifestação, na segunda (6), até agora, nenhum adversário ou concorrente o contestou ou tratou do assunto em questão. Qual seja, o aumento das tarifas de ônibus da capital mineira. Kalil não só barrou o reajuste, mas voltou a comprar briga com o setor falando que será desse jeito mesmo: “no diálogo ou no porrete”. Kalil volta a brigar com empresas de ônibus, fotos Amira Hissa

Ministro Paulo Guedes resiste à implantação de TRF-6 em Minas

Não há um anúncio oficial, mas a bancada federal mineira já identificou no ministro Paulo Guedes (Economia) o principal obstáculo à criação do TRF-6 em Minas. Há informações, segundo o jornal Folha de S. Paulo, que o ministro estaria contra, receando aumento de despesas. Já o relator do projeto na Câmara dos Deputados, o mineiro Fábio Ramalho (MDB), garante que não haverá novas despesas. Prioridade do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e autor do projeto, o mineiro João Otávio de Noronha, também sustenta que não haverá custos extras. Segundo ele, o projeto transforma 22 cargos de juiz substituto em 18 de juiz federal vinculados ao TRF-6. Ele adiantou que a medida tem a adesão d

Kalil aguarda rivais que enfrentará daqui a 9 meses nas eleições 2020

Pré-candidato à reeleição, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), ainda não sabe o nome dos rivais que enfrentará em outubro deste ano. Tido como favorito, o prefeito já confirmou que tentará a reeleição. Confiantes na aprovação de sua gestão, aliados apostam que ele deverá ser reeleito e, a partir do 2º mandato, se preparar para disputar o governo mineiro em 2022. De acordo com as últimas pesquisas, divulgadas pelos institutos Quaest e Paraná, em dezembro passado, Kalil lidera a corrida com cerca de 35%. Em segundo lugar, com 10 pontos a menos, surge o nome do deputado estadual Mauro Tramonte (Republicanos). Os demais pontuam abaixo de 5%. Kalil e o "concorrente" Mauro Tramont

foto_vídeo_affemg_e_sindifisco_agosto20
banner amm 15 de junho 2020.png
epraja_blog orion (2) agosto 20.jpg
MAIS LIDOS
RECENTES
ARQUIVO
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2017 por Infograffo